Voltar Novidades Fã Clube Shows Covers Coberturas Membros Fanzines Cronologia

NOVIDADES SOBRE ELVIS PRESLEY - 2020

 


CAPÍTULO 16 DA SÉRIE "DISCOGRAFIA ELVIS EM VINIL"
artigo: Marcelo Neves

 

 

 


NETO DE ELVIS É SEPULTADO EM DEFINITIVO EM GRACELAND
artigo: Marcelo Neves - agradecimentos: Ricky Colavitto / Gilvânia Ferreira / Heitor Crespo / Chirleni Soares / Rodolfo Schindler

 

 

No dia 1º. de outubro de 2020, Graceland anunciou que Benjamin Storm Keough foi sepultado no Meditation Garden (em Graceland) ao lado de seus familares: Elvis Presley, Gladys Presley, Vernon Presley e Minnie Mae Presley. A notícia acabou pegando muita gente de surpresa (me inclua também) e que despertou muitas dúvidas sobre o fato. Eu e meu amigo Ricky Colavitto demos um nós na cabeça, pois não sabíamos se era um memorial ou se tratava de um jazigo de fato! O nome que constava numa placa indicava "Benjamin Storm Presley Keough", como ele não se apresentava socialmente com o sobrenome "Presley", cheguei a pensar que a foto poderia ser falsa. Ao longo do dia, minha amiga Gilvania Ferreira foi me passando outras fotos que confirmavam o fato e fiquei aguardando o pronunciamento de Graceland para enfim escrever um artigo. Essa confirmação foi feita oficialmente por Graceland através do Facebook. (agradeço a Gilvania Ferreira por me comunicar). Após refletir muito sobre esse importante fato ocorrido em Graceland, fato que vem gerando alguns debates, chego a seguinte opinião: Realmente cabe unicamente a família decidir onde seus entes queridos devem ficar após sua morte. Independente do nome completo de Benjamin ter o não o "Presley", ele foi o neto biológico de Elvis e isso nunca mudará, é fato. Particularmente sempre achei estranho ele não carregar em vida este belíssimo sobrenome, mas quem de fato conhece os reais motivos pra isso é a família dele e não cabe a mim especular! Apesar de Benjamin só ter se aproximado mais dos fãs de Elvis nos últimos anos, ele ganhou a simpatia de muitos pelo seu jeito simples de ser. A Gilvania me fez um comentário que acho muito pertinente: Agora que ele ficará eternamente em Graceland, vai receber orações de muitos que passarão pelo Meditation Garden, além de ficar próximo de seus familiares. Graceland é um grande ponto turístico dos Estados Unidos, mas realmente precisamos lembrar que ainda carrega a história de uma família. Do ponto de vista familiar, Lisa colocou seu filho Benjamin ao lado de outras pessoas que também amou e fizeram parte de sua vida, por este ângulo está mais do que justificado. Que Benjamin a partir de agora receba boas vibrações em seu descanso eterno em Graceland.

 


MAC DAVIS 1942 – 2020
artigo: Marcelo Neves - agradecimentos: Albert / Heitor Crespo / Chirleni Soares.
 

 

O cantor, compositor e ator Mac Davis faleceu dia 29 de setembro de 2020 logo após uma cirurgia cardíaca. Ele tinha 78 anos de idade e era muito querido pela comunidade “Elvis” devido suas composições que se tornaram icônicas na carreira de Elvis. Ele foi um dos compositores de “A Little Less Conversation” que está no filme “Live a Little, Love a Little” de 1968. “A Little Less Conversation” ganhou um remix em 2002 na qual colocou Elvis no topo das paradas em vários países, uma canção realmente importante para seu legado. Ele ao lado de Billy Strange compuseram a canção “Memories” que está no Especial da NBC de 1968, um Especial que abriu novos horizontes para Elvis! Em 1969 Elvis gravou outras canções de Mac Davis como “Don’t Cry Daddy”, “In the Ghetto” e “Clean Up Your Own Backyard” que está no filme ”The Trouble With Girls”. Particularmente destacaria a canção “In The Ghetto” por vários motivos: Além da interpretação soberba, mostrava Elvis antenado com os problemas sociais da época. A canção foi recentemente “redescoberta” por muitos jovens ao redor do mundo e não é raro ver vídeos “reactions” desta canção. Mac Davis participou do “Elvis - All Star Tribute” exibido em 2019, relembrando suas composições que Elvis gravou. Obrigado Mac Davis por escrever estas canções que fizeram e farão parte da vida de muitas pessoas! Fica aqui nossas condolências para a família, fãs e amigos!

 


O "FIM DO FORMATO FÍSICO" E SUAS CONSEQUÊNCIAS - Artigo: Marcelo neves - Setembro de 2020



Segundo a Federação Internacional da Indústria Fonográfica, apenas 1,4% dos consumidores de música no Brasil preferem o formato “físico” na hora de comprar. Esse número era 40% em 2016 e agora despencou de vez em comparação ao comércio de música digital (Streaming). Diversas gravadoras foram se quebrando ao longo das décadas e muitas acabaram virando apenas “selos”. Realmente a maioria das pessoas foi perdendo o interesse em colecionar fisicamente a música que gosta. Muitos artistas já abandonaram a ideia de “álbum” e apenas lançam “singles”. A música digital é um caminho sem volta, gostem ou não e isso está impactando de várias formas. Para um seleto grupo de consumidores de música, ter apenas o formato digital não é algo que substitua a “concepção” de uma obra. Muitos artistas quando fizeram seus álbuns, cuidaram da parte “musical”, “visual” e até mesmo “conceitual” da obra. Isso acaba se perdendo quando o álbum é comercializado sem a arte das capas, encartes ou sendo “desmembrado” para que suas faixas sejam vendidas de forma unitária. A forma que o grande público encara a música mudou também, hoje ela usada como pano de fundo para festas ou eventos, não é algo para se aprofundar ou até mesmo discutir com seus amigos! A música se tornou descartável e sendo relegada ao ritmo do momento! Em pouco tempo a música atual é considerada “velha” e trocada por outro “hit do momento”. E essa mudança de rumos do mercado fez com que ídolos atuais também deixassem de lado a ideia de “álbum”. Este cenário explica o que vem acontecendo no cenário Elvis (no Brasil) nos últimos anos, poucos lançamentos físicos e estamos vendo o processo de “morte do CD”, assim como ocorreu com o vinil na década de 90 (no Brasil). Sim, ainda há lançamentos no exterior de CD e vinil, mas é para atender um nicho de consumidores, essa não é a cultura de nosso país! A Sony Music já havia dito por intermédio do Clube Elvis (MG) que o álbum “Elvis - "Where no one Stands Alone” de 2018 não havia vendido nem 1000 cópias no Brasil. Com o acesso a internet em portais de streaming, os consumidores foram deixando de lado a mídia física, inclua ai também muitos fãs de Elvis. Apenas um nicho de fãs é que ainda tem a cultura de colecionar material físico e até compram novos lançamentos a respeito de Elvis. Porém isso a um custo muito alto, pois se trata de material importado! Para se ter uma ideia, algumas caixas são comercializadas entre 1000 a 2000 reais! Mesmo que futuramente não ocorram mais lançamentos físicos, os novos colecionadores poderão recorrer ao que já foi lançado até então, o hábito de colecionar acredito que não irá acabar, mesmo que sendo um nicho de fãs. E qual será o futuro então? O comércio de música digital já está a todo vapor no mundo e lidera com folga e para quem só se importa com a música, o fim da mídia física não será um problema. O Youtube também é uma forma de se consumir música e já é usado como parâmetro pra se medir a “parada de sucessos”. Vale ressaltar que essa revolução digital não diminuiu a importância histórica do material original de época, estes itens continuam sendo valorizados e procurados entre os colecionadores de todo o mundo. Se você é um jovem fã e deseja iniciar sua coleção sobre Elvis e não tem simpatia pelo digital, não se preocupe, há tanto material a ser adquirido que talvez o tempo que lhe resta de vida, não será suficiente para adquirir tudo! Particularmente o material fonográfico original ainda me fascina, é como ter a “História” em suas mãos! Os álbuns de época era a forma como Elvis compartilhava sua música com seus fãs (além dos shows e filmes é claro). É fascinante ter este material e estudá-lo, pois compreendemos como esse processo se deu e a atmosfera da época! Se você estiver meio perdido em tempos de mudança, talvez seja o momento de só mudar de foco!


REVISTA MONET MENTE AO AFIRMAR QUE MANSÃO ERA DE "ELVIS E PRISCILLA" - Artigo: Marcelo Neves.
 

Novamente a revista Monet reproduz noticia falsa sobre Priscilla Presley. Em 2018 a Monet publicou que Priscilla havia dito no documentário "The Searcher" que Elvis havia cometido suicídio. Mas na realidade era uma reprodução de uma notícia falsa vinda de um tabloide no exterior. Na época ela veio a público desmentir a "fake news" e ficou claro no documentário que ela não havia dito isso. Em 2019 a revista Monet novamente mentiu ao dizer que Priscilla planejava ser enterrada em Graceland ao lado de Elvis, na ocasião ela de novo teve que se pronunciar que a notícia era falsa. Agora a Revista Monet está divulgando que ela estaria vendendo uma mansão que foi de Elvis e dela, mais uma mentira. A mansão de Beverly Hills que foi colocada a venda por 15.99 milhões de dólares foi comprada por ela há 45 anos (Ela já estava divorciada de Elvis) e na documentação só consta o nome de Priscilla Presley. Elvis NUNCA morou nessa mansão, logo é um grande erro afirmarem que ela esteja vendendo um "patrimônio" que foi de Elvis. Minha sugestão é: Não levem a sério publicações sobre Elvis vindo do site Monet, não é confiável. Segue o link da Fox explicando o fato corretamente: https://www.foxbusiness.com/real-estate/priscilla-presley-lists-16m-beverly-hills-home?fbclid=IwAR3tgbnBUqF_v7tBvc9fG2LOvAv9p-XqbUEk8IVRRKT80zxhY-wNQUBJTDQ

 


 


RECORD ABRE ESPAÇO PARA FÃ CLUBE "AMIGOS DO REI" E SE RETRATA SOBRE A MATÉRIA - Artigo: Marcelo Neves - fonte: Fã Clube Amigos do Rei

 



Acabei de receber um vídeo com um novo programa do Balanço Geral que abriu espaço para o fã clube "Amigos do Rei" (MG) do nosso amigo Junior Prado. Felizmente a Rede Record deu um espaço considerável para que o Junior pudesse explicar que as pichações no muro não eram direcionadas a Elvis por uma "suposta posição racista", mas que eram de outra pauta, já que nenhuma palavra foi deferida a Elvis. O apresentador do programa disse que também concordava com as explicações do Junior, visto as evidências apresentadas nesta nova matéria. O programa citou que a matéria gerou indignação de vários fã clubes pelo Brasil e isso mostra a importância de sempre sairmos em defesa de Elvis! Tenho que ser justo agora e parabenizar a atitude da Record em abrir espaço para escutar o contraditório, há muitos meios que erram e persistem no erro. Espero que realmente este seja o último incidente envolvendo Elvis neste tema. Fica aqui meus parabéns ao Junior Prado e ao fã clube "Amigos do Rei" em levar esclarecimento e defender o Elvis neste episódio. Parabenizar todos os fãs e outros fã clubes que se mobilizaram nas redes pedindo respeito a memória de Elvis.
LINK DO VÍDEO https://noticias.r7.com/minas-gerais/balanco-geral-mg/videos/a-hora-da-venenosa-fas-esclarecem-que-elvis-nao-era-racista-03092020


ACORDA TV RECORD! ELVIS NÃO ERA RACISTA!! (artigo: Marcelo Neves)

 


 

Nossa resposta ao absurdo dito sobre Elvis na TV Record. Mesmo o programa sendo ao vivo, a TV RECORD tem obrigação de Instruir seus 'jornalistas" a divulgarem fatos comprovados e não levantarem hipóteses sem qualquer comprovação! Vale lembrar que este tipo de ocorrência é só mais uma do que vem ocorrendo na TV Record (basta ver as polêmicas que recentemente aconteceram no programa de Luiz Bacci em São Paulo). Ter uma conduta ética voltada para a verdade, é o mínimo quando se trabalha com conteúdo ao vivo. Porém vale lembrar que antes de entrar no "ao vivo" essas pautas são discutidas previamente com a direção do programa (toda TV é assim). Quando a Jornalista diz que há uma "discussão sobre a postura racista de Elvis", ela não abriu a possibilidade disso não proceder pois Elvis não era racista! Isso pode passar para os telespectadores que a 'postura racista" exista, o que não é verdade! Se a jornalista tivesse feito um mínimo de pesquisa iria descobrir que não se trata de uma "discussão", é uma afirmação tão absurda, que nem deveria ter tido espaço que foi dado! Esperamos que a Rede Record corrija essa informação. 


ELVIS 43 ANOS DEPOIS... - ARTIGO: MARCELO NEVES

 

Alguns gostam dele pela sua música, outros pelos filmes que estrelou, alguns gostam do homem que foi símbolo de beleza, outros pelo ser humano que foi e há também aqueles que gostam pelo "conjunto da obra"! Não há uma forma "padrão" de ser fã de Elvis já que o ídolo em questão reunia muitas qualidades! Óbvio que sabemos de suas fraquezas ou problemas que enfrentou em vida, mas isso perto do monumental legado deixado por ele...isso é irrisório! Elvis foi uma pessoa que se doou em vários sentidos: Se doou aos seus milhões de fãs fazendo shows até mesmo quando sua saúde não permitia! Se doou ao máximo para atender seus contratos cinematográficos mesmo não gostando de algumas produções! Se doou para atender a indústria fonográfica gravando mais de 750 canções ao longo da vida! Se doou sem limites para ajudar parentes, funcionários e amigos que passavam por dificuldades! Se doou em diversas ações beneficentes que ajudaram milhares de pessoas! Mesmo depois de tanto se doar, não foi poupado pela mídia sensacionalista e até por pessoas próximas que não estavam satisfeitas, queriam mais! Afinal "receber" é mais fácil do que "doar" e Elvis deu uma verdadeira aula do que devemos "valorizar" enquanto estamos em passagem pela Terra! Se depois de 43 anos ainda estamos falando dele é porque suas qualidades foram sem dúvida gigantescas perto de qualquer tropeço de sua carreira! Nem mesmo a mídia sensacionalista o esqueceu, até hoje tenta em vão destruir sua imagem pensando no número de "likes"! Para nós fãs que "respiramos" Elvis há décadas, o "16 de agosto" é um dia de reflexão, um dia para refletirmos sobre a "essência" que Elvis deixou com sua passagem! Uma "essência" tão forte até hoje que o torna tão "presente" em nossas vidas!  Se achar que estou exagerando, tente calcular quanto tempo você se dedicou a Elvis neste último ano! Esse tempo que você se dedicou é fruto do que Elvis se doou em vida! Aquilo que é dado com amor, um dia retorna de alguma forma! Nunca o esqueceremos!

 

 


ASSISTA O VÍDEO "COMO ELVIS ENTROU EM SUA VIDA?" - AGOSTO DE 2020- ARTIGO: MARCELO NEVES

 

 


 

 

SONY LEGACY LANÇARÁ EDIÇÃO COMEMORATIVA DAS SESSÕES DE NASHVILLE DE 1970 - ARTIGO: MARCELO NEVES - FONTES: Roddy Lopes / Rodolfo Schindler / Chirleni Soares / Always Elvis Fan Club

 

A Sony Legacy está planejando para novembro de 2020 o lançamento de "FROM ELVIS IN NASHVILLE" nos formatos CD e Vinil. O lançamento será em comemoração aos 50 anos das lendárias sessões ocorridas no Studio B da RCA Victor. Naquela época Elvis gravou 34 canções que foram distribuídas mais tarde em diversos álbuns como: "That's The Way It Is"; "Love Letters From Elvis"; "Elvis Country" e "Elvis Now". No formato CD, a Sony Legacy vai dispor 4 cds acompanhados de um livreto e na versão vinil o álbum será duplo. Assim que soubermos a relação das músicas iremos anunciá-las aqui.

 


FALECIMENTO DE BILLY GOLDENBERG DIRETOR MUSICAL DO ESPECIAL ELVIS DE 68 - ARTIGO: MARCELO NEVES - FONTE: HEITOR CRESPO

 

William Goldenberg ("Billy Goldenberg") que foi Diretor Musical e arranjador no Especial de 68 de Elvis, faleceu no dia 3 de agosto aos 84 anos. No Especial de 1968 ele acabou substituindo Billy Strange na Direção Musical e o curioso que no início ele achava que não tinha nada em comum com Elvis. Mas já em 1969, foi trabalhar na parte musical do filme "Change of Habit" (Ele e as três noviças). Billy Goldenberg trabalhou com outras grandes estrelas do cinema e da música, como:  Woody Allen, Barbra Streisand, Ann Margret e  Petula Clark. (agradecimento a Heitor Crespo pela comunicação)

 

 


"BRIDGE OVER TROUBLED WATER" COMENTADA

 


 

PARTE 15 DA SÉRIE SOBRE A DISCOGRAFIA EM VINIL DO ELVIS

 

 

 


  VERSÃO ALTERNATIVA DE "SUSPICIOUS MINDS" - artigo: Marcelo

 

Esta é a versão completa que não entrou na primeira versão de "That's The Way It Is" (1970) e na Edição Especial de 2001. Porém na edição de 2001 usaram alguns trechos desta gravação para montarem a "Suspicious Minds" que ficou na edição final. Um destes trechos é a brincadeira de Elvis com sua backing vocal. Neste vídeo original, Elvis faz uma performance diferente no final da canção em relação a edição de 2001. A qualidade da imagem não é boa, vale por sua importância histórica. Obviamente fiz uma montagem para melhorar a qualidade visual. Espero que gostem.

 

 


 

"PATCH IT" UP COM ELVIS USANDO O JUMPSUIT FRINGE - artigo: Marcelo

 

Versão de "Patch it up" que não foi usada no documentário "That's The Way It Is". Nesta versão Elvis usa o jumpsuit "Fringe" e faz um final diferente da versão que ficou no filme da MGM. A qualidade da imagem não é boa, mas vale pela curiosidade. 

 

 


PRISCILLA PRESLEY SE PRONUNCIA SOBRE A MORTE DO NETO - artigo: Marcelo Neves - Fonte: Facebook - julho de 2020

Hoje (22/07/2020) Priscilla Presley se pronunciou em sua página no facebook sobre a morte do neto, Benjamin Keough. Em sua mensagem ela aborda o quanto este momento de luto está sendo difícil para toda a família. Segue a tradução:

"Estes são alguns dos dias mais sombrios da vida da minha família. O choque de perder Ben foi devastador. Tentar juntar todas as peças de todos os porquês possíveis penetrou em minha alma. Todo dia que acordo, rezo para que melhore. Então, penso na minha filha e na dor que ela está passando por ser uma mãe amorosa. O pai de Ben, Danny, que está completamente perdido, pois Ben era seu único filho. Riley, tão amoroso e tão perto dele; Harper e Finley, que absolutamente adoravam Ben. Navarone, que luta profundamente com a perda e a morte. Descanse em paz Ben, você era amado"

 

 


ENTREVISTA DE GILVANIA FERREIRA VOLTOU AO CANAL - Artigo: Marcelo Neves - julho de 2020

 

Em 2014 realizamos uma interessante entrevista com a Presidente do Viva Elvis Brasil Gilvania Ferreira, porém o Youtube retirou o vídeo por causa de direitos autorais (clipes de Elvis). Nesta reedição do vídeo original, Gilvânia conta como se tornou fã, suas viagens a Memphis, seu encontro com a TCB Band e muito mais!
 


ELVIS E SEU LEGADO... artigo: Marcelo Neves - julho de 2020
 

Dia 12 de julho estava finalizando um vídeo para ser usado no dia 13 julho (dia do Rock) quando meu amigo Rodolfo Schindler me ligou para comunicar a morte do Neto de Elvis, Benjamin Keough. Coincidentemente o vídeo tem o nome de "Elvis O seu legado será eterno". Claro que me referia ao legado artístico, mas Elvis também deixou seu legado como pai de família, sua filha Lisa e seus netos. No dia 13 de julho a Policia de Los Angeles realizou a necropsia e constatou que Benjamin havia cometido suicídio. Independente da causa da morte, um jovem de 27 anos partiu deixando marcas profundas em sua família. Minha preocupação está principalmente em Lisa Marie que vem enfrentando obstáculo atrás de obstáculo e agora esse que é uma das piores coisas na vida, a perda de um filho! Fica aqui nossas condolências a família Presley nesse momento duríssimo! Este vídeo era pra celebrar o dia do Rock, mas quero aqui também dedicá-lo à família Presley, saiba que nossos corações também estão com vocês... 

 


ED HILL FALECEU HOJE (14/07/2020) artigo: Marcelo Neves – Fontes: Roddy Lopes / Rodolfo Schindler / Ronnie Tutt Fan Page

 

Acabo de ser comunicado por Rodolfo Schindler e Roddy Lopes que Ed Hill (Que foi membro do Stamps Quartet) faleceu hoje de manhã (14/07/2020). Primeiramente a notícia foi divulgada na “Ronnie Tutt Fan Page” numa rede social. Confesso que ele era o meu favorito depois de J.D Sumner e é pra mim muito triste escrever essas palavras! Ed Hill nasceu em St. Louis, Missouri e começou a cantar com 15 anos de idade com um grupo chamado "Humble Hearts". Mas em 1973 J.D.Sumner o convidou para cantar no Stamps Quartet em regime temporário, mas Ed Hill acabou ficando no grupo! O grupo teve algumas paradas e vindas ao longo das décadas, mas mesmo assim nunca perderam o brilho nas apresentações. Em 2005 ele teve um grave problema de saúde que o afastou dos Stamps. Mas como um homem de muita fé, voltou a cantar tempos depois! O que vai ficar em minha memória além de sua maravilhosa voz, são suas carinhosas brincadeiras no palco com J.D Sumner. Hoje de manhã Ed Hill pegou escala direta para o céu, pois é pra lá que os homens de Deus vão!


SEGUNDO PORTAIS, POLÍCIA DE LOS ANGELES CONFIRMOU QUE A CAUSA DA MORTE DE BENJAMIN KEOUGH FOI MESMO SUICÌDIO – artigo: Marcelo Neves – Fontes: TMZ/G1/TERRA/HOLLYWOOD LIFE
 

O portal TMZ que foi um dos primeiros a noticiar a morte de Benjamin Keough, também atualizou o resultado da necropsia da investigação. Segundo o TMZ, um representante do Serviço Médico Legal e Inspetor do Condado de Los Angeles confirmou que a causa da morte de Benjamin foi devido a um ferimento (intraoral) feito por uma arma de fogo e que este tipo de morte é classificada como suicídio. A necropsia foi concluída nessa segunda feira (13/07/2020). A noticia está sendo divulgada por diversos portais nos Estados Unidos e também pelos portais no Brasil como G1 e Terra. Segundo o portal Terra e o TMZ, o suicídio ocorreu depois de uma briga entre Benjamin e sua namorada. Há relatos de vizinhos que escutaram a moça gritar “Não faça isso” e então um tiro foi escutado. Um vizinho relatou a seguinte situação: "Eu podia ouvir alguém falando muito alto no quintal. Olhei para fora e vi a namorada do lado de fora conversando com a polícia, e ela estava histérica dizendo “...não acredito, não acredito, não acredito nisso... como fez isso consigo mesmo?”A namorada de Benjamin segundo um vizinho teria dito também: "A família vai me odiar e eles vão me culpar". Queria fazer algumas observações sobre esse triste desfecho que acho necessário: Infelizmente esse tipo de situação pode ocorrer em qualquer classe social. Infelizmente é muito comum as pessoas fazerem julgamentos morais num momento como este já que ele gozava de uma vida abastada e era bastante conhecido (apesar de ser bastante recluso). Nem todas as pessoas num momento de tensão agem da mesma forma, cada um tem seu nível de equilíbrio emocional para lidar em situações de extrema ansiedade. O fato de ele ser “rico”, ser “americano” ou neto de quem era não o exclui de ser igual a qualquer pessoa. O momento não é para “julgamentos morais”, mas de amparar aquelas pessoas que agora se privarão de seu convívio! Dentre as perdas mais terríveis, a perda de um filho é algo muito devastador e que dá calafrios só de imaginar! Vamos torcer para que Lisa Marie consiga retomar a sua vida ao lado de suas filhas, mesmo com essa dor absurda que é a perda de um filho. Agora é o momento de amparar e não julgar!


NETO DE ELVIS MORRE AOS 27 ANOS, POLICIA INVESTIGA SE FOI SUICÍDIO - Artigo: Marcelo Neves - fontes: Daily Mail, The Sun, TMZ / Rodolfo Schindler


Segundo os portais de noticia Daily Mail, The Sun, TMZ, Benjamin Keough, o neto de Elvis, teria cometido suicídio hoje (12/07/20). Uma notícia realmente devastadora para a família de Elvis e para seus fãs. Segundo esses portais ele teria usado uma arma para cometer o suicídio. Essas informações teriam sido repassadas por autoridades no caso. Ainda não há um pronunciamento oficial das causas por parte da família e da polícia! Iremos aguardar o término das investigações e assim que tudo for esclarecido, comentaremos o caso. Ele tinha apenas 27 anos e também era músico.Benjamin era filho de Lisa Marie Presley e Danny Keough. Só podemos dizer no momento que estamos consternados com a notícia!
 

 

 

 


"ELVIS" ESTA EM COMERCIAL DA NOVA FIAT STRADA
artigo: Marcelo Neves - fonte: Fiat - agradecimentos: Rick Colavitto

A Fiat lançou durante o Jornal Nacional (TV Globo) seu novo comercial onde "Elvis" contracena com a nova Fiat Strada. O comercial usa como slogan: "Nova Strada: A lenda se superou". O comercial inicia com um ator usando um jumpsuit branco com a seguinte legenda: "A Lenda voltou". Eles acabam mesclando a música de Elvis dos anos 50 com seu visual dos anos 70! O pano de fundo é a canção "Blue Suede Shoes" que segura bem a atenção de quem assiste o clipe! No final do vídeo o ator que faz o papel de Elvis recebe uma grande marreta para atingir um grande bloco. Ao atingir o bloco uma estátua de Elvis se torna visível. Em seguida "Elvis" é carregado pela multidão e o slogan é dito: "Chegou a nova Fiat Strada, a lenda se superou!". Particularmente gostei muito do comercial pois associa Elvis a uma "lenda que se superou" e é realmente o que nós fãs presenciamos década após década! Para aqueles que há pouco tempo disseram que Elvis "não era sinônimo de sucesso" a FIAT deu um belo recado! Parabéns FIAT, receba os meus cumprimentos!

 

 


ELVIS COMENTADO: "ALWAYS ON MY MIND" artigo: Marcelo Neves - Julho/2020

 

 


ELVIS COMENTADO: "CAN'T HELP FALLING IN LOVE" artigo: Marcelo Neves - Julho/2020

 

 


3ª. LIVE DO ELVIS TRIUNFAL 04/07/20 -  artigo: Marcelo Neves - Julho/2020

 

 

 


CAPÍTULO 14 DA SÉRIE: DISCOGRAFIA EM VINIL DE ELVIS -  artigo: Marcelo Neves - Julho/2020

 

 

 


CAIXA ESPECIAL SOBRE "THAT'S THE WAY IT IS" FINALMENTE SERÁ LANÇADA PELA FTD - artigo: Marcelo Neves - agradecimento: Hilario Junior - fonte: Flaming Star

Finalmente a caixa especial em comemoração aos 50 anos de "Elvis - That's The Way It Is" será lançada nos próximos dias pelo selo FTD (Follow That Dream. A caixa contempla 8 CDs de áudio com registros de ensaios e de apresentações no Internacional Hotel em 1970. Também vem acompanhada de 2 livros que devem fazer a alegria dos fãs. Um será dedicado aos ensaios e outro dedicado aos shows. Ao todo serão 600 páginas sobre o filme! Vale lembrar que este lançamento não será encontrado no comércio tradicional. Os interessados poderão adquirir pelo site de Graceland que mantém uma seção dedicada ao selo FTD.

 

 

 


HÁ 43 ANOS ELVIS SE DESPEDIA DE SEUS FÃS EM SEU ÚLTIMO SHOW - artigo: Marcelo Neves

As imagens abaixo são de fãs comprando seus ingressos para o último espetáculo de Elvis que seria realizado no dia 26 de junho de 1977. O show ocorreu no Market Square Arena em Indianapolis. Enquanto parte da grande mídia dizia que Elvis estava decadente ou até mesmo mentindo dizendo que estava "afastado dos palcos", Elvis lotava todas as arenas gerando uma verdadeira corrida por ingressos. A busca por ingressos para o show no Market Square Arena era muito grande, pois se tratava da última apresentação daquela Tour, ninguém naquela altura iria cogitar que seria sua última apresentação em vida. A CBS já tinha gravado os shows de Omaha no dia 19 de junho e de Rapid City em 21 de junho, mas perdeu a chance de gravar um dos mais importantes shows da carreira de Elvis, justamente o seu último! Elvis fez o melhor show daquela tour, no final verbalizou para seu público algumas palavras de agradecimento e disse sua última palavra: "Adios"! E realmente foi um adeus! Aqueles que tiveram o privilégio de vê-lo ao vivo se sentem agraciados, os que não foram se dizem arrependidos e os que falavam mal devem estar pensando hoje..."Éramos felizes e não sabíamos!".

 

 


"ELVIS COMENTADO MÚSICA A MÚSICA" - SUSPICIOUS MINDS - Artigo: Marcelo Neves - Junho de 2020

 

 

 


  "ELVIS COMENTADO MÚSICA A MÚSICA" - MY WAY - Artigo: Marcelo Neves - Junho de 2020

 

 


  "ELVIS COMENTADO MÚSICA A MÚSICA" - POLK SALAD ANNIE - Artigo: Marcelo Neves - Junho de 2020

 

 


"REDESCOBRINDO VIVA LAS VEGAS" DE VOLTA AO YOUTUBE - Artigo: Marcelo Neves - Junho de 2020

 

Rodolfo Schindler foi a Las Vegas em 2014 encontrar os locais onde "Viva Las Vegas" foi gravado. Se você gosta deste filme da MGM vai se surpreender com curiosidades e relembrar esse grande sucesso na carreira de Elvis! Venha viajar conosco neste vídeo!

 

 

 


"IF I CAN DREAM" COMENTADA - Artigo: Marcelo Neves - Junho de 2020

 

 


NOVA SEÇÃO VAI COMENTAR MÚSICA A MÚSICA DE ELVIS - Artigo: Marcelo Neves - Junho de 2020

 

 

 


 

REDESCOBRINDO O "CAVALEIRO ROMÂNTICO" - Artigo: Marcelo Neves

 

 

Eu (Marcelo Neves) e Rodolfo Schindler mostramos fatos curiosos do filme "Tickle Me" (Cavaleiro Romântico) de 1965. Você vai conhecer a discografia relacionada ao filme, o que aconteceu com o elenco e muito mais sobre essa divertida comédia de Elvis Presley.


50 ANOS DAS GRAVAÇÕES NO STUDIO B EM NASHVILLE - Artigo: Marcelo Neves / agradecimentos: Rodolfo Schindler

 


Há 50 anos Elvis realizou algumas sessões de gravação que ficaram conhecidas como a Maratona de Nashville. Entre os dias 4 e 8 de junho de 1970, Elvis gravou 34 canções que foram distribuídas mais tarde em diversos álbuns como: "That's The Way It Is"; "Love Letters From Elvis"; "Elvis Country" e "Elvis Now". Naquele período o produtor Felton Jarvis havia se desligado da RCA e se tornou um produtor contratado de Elvis. Sua carreira como produtor teve altos e baixos, mas essas sessões ocorridas no Studio B da RCA realmente foram históricas para os fãs. Quero aqui elencar algumas faixas que acabaram se destacando na carreira de Elvis. A canção "Bridge Over Troubled Water" faz parte das gravações do Studio B e foi incluída no álbum "That's The Way It Is". Os aplausos do final da canção foram inseridos em estúdio, isso para dar a atmosfera do documentário da MGM de 1970. A versão de "Bridge" é sem dúvida uma de suas melhores interpretações e continua irretocável até hoje! A canção "I Was Born About Ten Thousand Years Ago" que acabaria entrando no álbum "Elvis Now" de 1972 serviu de ponte entre as faixas no álbum "Elvis Country", ela influenciou Raul Seixas a escrever o clássico "Eu nasci há 10 mil anos atrás". A canção "Sylvia" que fez um enorme sucesso no Brasil é deste período, nela é possível constatar a incrível qualidade vocal de Elvis. Algumas canções que estão no filme "Elvis é Assim" se tornaram muito populares entre os fãs como por exemplo: "Just Pretend"; "Mary in The Morning"; "Twenty Days and Twenty Nights" e "The Next Step is Love".  Também vale a pena destacar outras faixas destas sessões como: "I Really Don't Want to Know", "There Goes My Everything" e "I Washed My Hands in Muddy Water". O selo FTD (Follow That Dream) lançou em 2002 o álbum "The Nashville Marathon" trazendo takes alternativos e até uma curiosa jam de "Mystery Train / Tiger Man". A maneira como estas gravações foram realizadas, seus arranjos e overdubs, mostram que o resultado continua atemporal. É incrível que meio século nos separa daquelas sessões, mas que foram eternizadas para as futuras gerações!

 


ELVIS X ÍDOLOS ATUAIS NO TOP 100 DA BILLBOARD - Artigo: Marcelo Neves

Com muita freqüência você vai se deparar com artigos do tipo: “Cantor ultrapassa Elvis!!”. O mais recente se refere ao Rapper “Future” que chegou a 110 canções que estiveram no top 100 da Billboard. Elvis ao longo das décadas alcançou o número de 109 canções que figuraram entre as 100 mais da Billboard. Não é meu objetivo desmerecer o Rapper “Future” pela marca alcançada, meu objetivo é mostrar como essas marcas são alcançadas. Há várias formas de se comparar resultados fonográficos usando os resultados da Billboard, as mais conhecidas são: números de singles em primeiro lugar, Top 10, Top 100, Top 200, número de álbuns no primeiro posto e número de semanas que o single ou álbum ficaram no primeiro posto.Em maio de 2020 o quadro destes artistas que mais colocaram músicas no Top 100 chama a minha atenção. Se você elencar os 10 artistas que ocupam o topo do ranking, 7 são rappers, 2 são do gênero “pop” e 1 que engloba vários gêneros (Rock; Pop etc.) Dos 10 artistas, (6 ) deles surgiram a partir de 2001, (2) a partir de 1991, (1) a partir de 1988 e (1) a partir de 1954. Quem ocupa o topo desse ranking é o rapper Drake com 222 canções no Top 100, artista que começou sua carreira a partir de 2001. Elvis está em quinto lugar abaixo de outro rapper chamado “Future”. Mediante a estes dados que estão disponíveis no portal da Billboard levanto alguns temas. A forma de se classificar os artistas nos últimos anos mudou. Com a popularização da internet a partir de 1993 e o surgimento das plataformas digitais ao longo das décadas, mudou a forma das pessoas escutarem e consumirem música. A Billboard hoje usa como parâmetro a venda on-line, física, streaming e a execução nas rádios. A comunicação hoje mudou consideravelmente em relação às décadas de 50, 60 ou 70. As formas de se propagar e fazer com que as pessoas acessem certos vídeos ou artigos também mudou nos últimos anos. Ao mesmo tempo que a tecnologia facilita a comunicação entre as pessoas, ela cria nichos que não se comunicam entre si. Não será raro encontrar pessoas que ao ler este artigo desconheçam o rapper “Future’. Não é uma questão da qualidade do “rapper”, mas é um exemplo de como a tecnologia cria “seguimentos” que necessariamente não serão “universais”. Nos anos 50 ou 60 devido a característica do mercado fonográfico, um artista quando “explodia” era realmente uma febre mundial, vide “Elvis” e “Beatles”, mas o mundo mudou e o mercado fonográfico passou por sérias crises devido o compartilhamento ilegal na internet. Elvis é o único artista que surgiu na década de 50 e que figura nesse Top 10, algumas destas canções de Elvis também entraram nesse século graças a alguns relançamentos especiais. Mas o ponto que quero chegar é: As vezes vejo comemorações na mídia de artistas por “ultrapassar a marca de Elvis”, mas não fazem festa quando ultrapassam os “artistas” de sua geração! No fundo eles sabem da importância cultural que representa aquela “lenda” para a sociedade e acreditam que esse resultado baseado em “visualizações” pode torná-los maiores que “Elvis”. Acho que os artistas atuais estão beneficiados pelos critérios atuais e se Elvis ainda figura entre os 10 mostra o tamanho do impacto que gerou no mundo desde os anos 50. A análise da importância de um legado musical é ao meu ver muito mais complexa do que downloads ou visualizações. Se estes critérios se tornarem os únicos, teremos que no futuro colocar “Elvis”, “Beatles” ou “Michael Jackson” no mesmo nível das bizarrices que são viralizadas na internet! Pra finalizar, estes rankings devem ser interpretados com muita ressalva!


2ª. LIVE DO ELVIS TRIUNFAL NO YOUTUBE 20/05/2020 - autor: Marcelo Neves

 

  


1ª. LIVE DO ELVIS TRIUNFAL NO YOUTUBE 17/05/2020 - autor: Marcelo Neves

 

 


JAMES BURTON VAI GANHAR TRIBUTO DE MÚSICO BRASILEIRO -  autor: Marcelo Neves (maio/2020)

 

 

O lendário guitarrista James Burton que já trabalhou Glen Campbell, Ricky Nelson e Elvis Presley vai em breve receber uma grande homenagem, um álbum em sua homenagem feito por um fã brasileiro! O músico Heitor da cidade de Guararema (SP) por questões de marketing estará lançando-se no mercado fonográfico usando apenas seu primeiro nome. Sua especialidade foi ao longo dos anos reproduzir com muita exatidão a técnica de James Burton. O lendário guitarrista de Elvis Presley, não é somente grande para fãs de Elvis, segundo várias revistas especializadas está entre os maiores guitarristas de todos os tempos. Tive a oportunidade de tocar com Heitor quando este tinha apenas 12 anos de idade e era nítido seu talento dentro do estilo. Heitor foi crescendo como profissional e hoje atua nos Estados Unidos e Europa ao lado de grandes artistas de tributos a Elvis como Shawn Klush (vencedor do UETAC de 2007). Segundo Heitor, o CD estará em breve disponível para a venda, mas já me adiantou detalhes da produção e algumas músicas que estarão no álbum. Algumas faixas terão a participação vocal das "The Nashville Dream"; na gaita um dos melhores tocadores aqui no Brasil, Jefferson Gonçalves e nas cordas e metais o "Projeto Retreta". A mixagem ficou a cargo de Matheus Canteri e a engenharia de som por Vinicius Imenez. Heitor deseja com a venda do CD ajudar o projeto Retreta que faz um lindo projeto social envolvendo educação musical. Como havia dito tive acesso a algumas faixas e fiquei impressionado com a incrível releitura de clássicos como "Mystery Train" e "Polk Salad Annie". Um álbum instrumental que com certeza será elogiado pela crítica especializada. Fica aqui meus parabéns pelo projeto e estamos no aguardo de seu lançamento!

 

 


LITTLE RICHARD FALECE AOS 87 ANOS - autor: Marcelo Neves - (agradecimentos a Rodolfo Schindler / Guilherme Carneiro)

 



Little Richard, uma das maiores lendas do Rock faleceu hoje (09/05/2020) aos 87 anos! Em 1955 foi um dos compositores de "Tutti Frutti", um de seus grandes sucessos. Elvis em seu álbum de estréia de 1956 a regravou fazendo muito sucesso também. Outra canção de autoria de Little Richard gravada por Elvis foi "Long Tall Sally". Numa ocasião Little Richard disse que Elvis poderia ser o "Rei" mas ele era a "Rainha". Extrovertido e dono de uma voz incrível, tinha como fãs declarados o grupo The Beatles, Creedence e o cantor David Bowie. Sempre envolto as polêmicas de que Elvis teria "roubado" a música dos negros, Little Richard fez o seguinte pronunciamento sobre o fato: "Elvis foi um integrador, Elvis foi uma bênção. Eles não deixavam a música negra aparecer, e ele abriu as portas para a música negra." Fica aqui nossos sentimentos aos fãs e familiares em nome do Elvis Triunfal Fã Clube. 


60 ANOS DE WELCOME HOME ELVIS - Maio/2020 - Neste vídeo contamos um pouco como foi o especial de TV que marcou o retorno de Elvis após o serviço militar. Rodolfo Schindler foi até Miami para mostrar como está o palco daquele momento histórico! Compartilhem e deixem suas opiniões.

 


O FALECIMENTO DE DICK GROB E SUAS LEMBRANÇAS SOBRE ELVIS... (artigo: Marcelo Neves / Fontes: EIN / Chirleni Soares / Rodolfo Schindler)

Dick Grob que foi segurança de Elvis faleceu no dia 22 de abril de 2020 em Las Vegas, Nevada. Ele conheceu Elvis justamente no dia do casamento de Elvis em Las Vegas em 1º. de maio de 1967. Ele ao longo das décadas deu interessantes depoimentos sobre Elvis que podem ser conferidos em livros e até mesmo na internet. Grob lançou livros como “The Elvis Conspiracy?”, “Reflections” e “Safe and Sound Elvis” e alguns temas são polêmicos até hoje. Segundo Dick Grob, Elvis estava disposto a não continuar seu relacionamento com Ginger Alden e que ele e Elvis conversaram sobre isso poucas horas da morte de Elvis. Segundo Dick, Elvis já estaria escolhendo até uma nova pretendente. Numa entrevista para o site Elvis Information Network, Dick fala a respeito de uma possível turnê de Elvis pela Europa que não ocorreu. Ele era contrário às teorias levantadas em outros livros que diziam que Elvis não fez uma turnê mundial devido ao Coronel Parker. Segundo ele o que impedia eram os custos da turnê, locais apropriados e o valor dos ingressos que inevitavelmente iriam ficar mais caros. A idéia da turnê contemplaria shows em Londres, Paris, Berlin, Tóquio e até em Moscou! Grob disse que esse também foi um dos assuntos que teve em sua última conversa com Elvis. Disse que Elvis se preocupava muito com as pessoas, com os amigos mais próximos fazia questão de saber como estava a família e se precisavam de alguma coisa. Em relação aos fãs se preocupava com o valor dos ingressos, pois dizia que nem todos tinham a mesma situação financeira. Elvis também se perguntava se seria lembrado por seus fãs após sua morte. Para Grob ele nunca soube com exatidão de como era amado ao redor do mundo. Salientou dizendo que Elvis nunca se esqueceu de onde veio e nunca se esqueceu que foram os fãs que o colocaram no topo! Fica aqui nossos sentimentos à família de Dick Grob.


DESATIVAÇÃO DO GRUPO DE WHATSAPP DO ELVIS TRIUNFAL - artigo: Marcelo Neves e Vivian Ondir.
 


Olá amigos. Estamos comunicando que o grupo de Whatsapp do Elvis Triunfal será desativado hoje (19/04/2020) a partir da meia noite. Vários motivos nos levaram a tomar essa decisão:

a) O grupo de Facebook do Elvis Triunfal tem crescido muito e está demandando muito acompanhamento dos temas publicados. Já são 7000 inscritos e que requer nossa moderação, visto que ainda há membros descumprindo regras estipuladas. Preferimos priorizar o facebook devido o grande número de pessoas e interação.

b) Com o tempo vimos que o conteúdo no grupo de Whatsapp é basicamente o mesmo que está sendo discutido no facebook.

c) Como todos sabem temos muita preocupação para que "fake news" não circulem em nossas redes sociais. No caso do Whatsapp se o administrador (eu) não deletar a mensagem logo nos primeiros minutos, a mensagem ficará disponível a todos no grupo. Se isso ocorrer no Facebook poderei apagar a fake news em qualquer momento.

IMPORTANTE: O nosso número de Whatsapp vai continuar o mesmo para quem precisar do nosso contato. O fã clube vai continuar ativo no Site, Youtube e Facebook. Quero agradecer todos os amigos que participaram ativamente do grupo nestes anos e fazer um agradecimento especial ao Cássio Ribeiro que sempre trouxe inúmeras curiosidades ao grupo. Um grande abraço a todos e nos vemos no Facebook e no Youtube!

Marcelo Neves & Vivian Ondir.


FALECIMENTO DE DAVE WOLVEN
artigo: Marcelo Neves - Fonte: Rodolfo Schindler

No dia 7 de abril faleceu um grande fã de Elvis e que foi muito importante nesse cenário, o fã DAVE WOLVEN. Ele foi co-fundador da fanzine Elvis World ao lado de seu grande amigo Phil Gelormine que já entrevistamos na TV Elvis Triunfal.Tanto Dave e Phil viram Elvis ao vivo em diversos shows e tiveram uma amizade muito bonita. Phil acompanhou Dave em seus últimos meses de vida levando alegria e conforto. Fica aqui nossos sentimentos para a família e amigos. Queremos aqui agradecer ao Dave por tudo que fez ao longo das décadas para perpetuar o nome de Elvis, vá em paz!
 

 


FALECIMENTO DE GUY HARRIS
artigo: Marcelo Neves - fonte: Chirleni Soares (abril /2020)

No dia 6 de abril de 2020 perdemos Guy Harris que foi amigo de infância de Elvis e era uma simpatia de pessoa. Muitos brasileiros já relataram o quanto Guy era atencioso com os turistas e vai deixar saudades. Em 2015 publicamos uma cobertura da Elvis Week 2015 com a parceria do Viva Elvis Brasil de Pernambuco, naquela ocasião eles encontraram Guy Harris em Tupelo e nos relataram um encontro muito amistoso! Fica aqui nossos sentimentos a família e amigos de Guy Harris.

 

 


NOVOS LANÇAMENTOS DA FTD TRAZEM SHOWS DE 1976 E GRAVAÇÕES DE KID GALAHAD - artigo: Marcelo Neves - Março 2020 - Fonte: Rodolfo Schindler

A FTD (Follow That Dream) está anunciando os próximos lançamentos de 2020 que são dois shows de 1976 e gravações da trilha de "Kid Galahad" (Talhado para campeão). O álbum St.Louis & Spokane traz 2 cds, o primeiro é um show de 22 de março de 1976 no Kiel Auditorium em St. Louis. Nesse show 10.500 fãs viram Elvis interpretar Polk Salad Annie e "And I Love You So" do álbum "Elvis Today". O segundo CD traz o show de 27 de abril de 1976 em Spokane, onde 7.500 sortudos viram Elvis interpretar "Burning Love" e "América" no repertório. O álbum dedicado as gravações da trilha de Kid Galahad traz também 2 CDs. O primeiro apresenta as masters das gravações originais e alguns outtakes. O segundo CD traz somente outtakes de "Home Is Where The Heart Is"; "Riding The Rainbow"; "I Got Lucky'; "This Is Living" e "King Of The Whole Wide World". Vale lembrar que os álbuns da FTD podem ser encontrados no site oficial de Graceland (www.gracleand.com) e em breve estes estarão lá. Veja abaixo a relação das músicas dos 2 álbuns.

 

St. Louis & Spokane
 

 


DISCO 1 (22 de março de 1976 Kiel Auditorium, St. Louis. 8:30 p.m)

01 Introduction: Also Sprach Zarathustra 0:55
02 See See Rider 3:01
03 I Got A Woman/Amen 4:38
04 Love Me 2:27
05 Let Me Be There 2:47
06 You Gave Me A Mountain 3:37
07 Steamroller Blues 3:02
08 All Shook Up 1:01
09 (Let Me Be Your) Teddy Bear/Don’t Be Cruel 2:02
10 Hearbreak Hotel 1:38
11 Love Me Tender1:48
12 Polk Salad Annie 3:35
13 introductions (incomplete) 5:19
14 And I Love You So 3:36
15 HURT 2:07
16 Hound Dog 1:25
17 America 2:59
18 Funny How Time Slips Away 3:02
19 Can’t Help Falling In Love 1:51
20 Closing Vamp 1:40

DISCO 2 (27 de abril 1976 - The Coliseum, Spokane, Washington. 8:30 p.m)

01 Introduction: Also Sprach Zarathustra 1:00
02 See See Rider 5:00
03 I Got A Woman/Amen 7:04
04 Love Me 4:11
05 If You Love Me (Let Me Know) 3:22
06 You Gave Me A Mountain 3:22
07 All Shook Up 1:05
08 (Let Me Be Your) Teddy Bear/Don’t Be Cruel 2:49
09 Trying To Get To You 2:18
10 America 2:25
11 Polk Salad Annie 3:58
12 introductions 11:30
13 My Way 4:04
14 Burning Love Linde)
15 HURT 3:41
16 Funny How Time Slips Away 3:57
17 How Great Thou Art 3:18
18 Hound Dog 1:58
18 Can’t Help Falling In Love 1:45
20 Closing Vamp 1:47

 

The Kid Galahad Sessions

 



DISCO 1 - TRILHA SONORA ORIGINAL (MASTERS)

01 King Of The Whole Wide World 2:11
02 This Is Living 1:47
03 Riding The Rainbow 1:41
04 Home Is Where The Heart Is 1:54
05 I Got Lucky 1:58
06 A Whistling Tune 2:46

TAKES ALTERNATIVOS

07 King Of The Whole Wide World (take 1) 3:06
08 King Of The Whole Wide World (takes 2-6) 7:31
09 King Of The Whole Wide World (takes 7-8) 3:40
10 King Of The Whole Wide World (takes 9-10) 3:55
11 King Of The Whole Wide World (take 11) 3:18
12 King Of The Whole Wide World (takes 12-13) 3:23
13 King Of The Whole Wide World (takes 14-15) 1:45
14 King Of The Whole Wide World (takes 16-19) 5:19
15 King Of The Whole Wide World (takes 20-25) 7:12
16 King Of The Whole Wide World (takes 26-29) 5:17
17 King Of The Whole Wide World (takes 30-31/alternate master) 3:29
18 A Whistling Tune (takes 1-2) 4:42
19 A Whistling Tune (takes 3-8) 6:21
20 A Whistling Tune (splice of take 1 and take 8/unedited master) 3:23
21 Home Is Where The Heart Is (takes 1-6) 4:19

DISCO 2 - TAKES ALTERNATIVOS

01 Home Is Where The Heart Is (take 7) 3:09
02 Home Is Where The Heart Is (takes 8-10) 5:01
03 Home Is Where The Heart Is (takes 11-12) 3:41
04 Home Is Where The Heart Is (takes 13-14) 3:47
05 Home Is Where The Heart Is (takes 15-20) 6:06
06 Home Is Where The Heart Is (take 21/unedited master) 2:57
07 Riding The Rainbow (take 1) 2:08
08 Riding The Rainbow (takes 2-4) 3:56
09 Riding The Rainbow (takes 5-6) 2:39
10 Riding The Rainbow (take 7) 2:07
11 Riding The Rainbow (take 8) 2:13
12 Riding The Rainbow (splice of take 9 and take 8/alternate master) 1:54
13 Riding The Rainbow (remake) (takes 1-6) 6:27
14 Riding The Rainbow (remake) (take 7) 1:56
15 I Got Lucky (take 1) 1:50
16 I Got Lucky (takes 2-5) 2:41
17 I Got Lucky (take 6) 1:46
18 I Got Lucky (remake) (take 1) 1:35
19 I Got Lucky (remake) (take 2/unedited master) 2:24
20 This Is Living (takes 1-2) 2:01
21 This Is Living (take 3) 2:07
22 This Is Living (takes 4-8) 5:14
23 This Is Living (takes 9/10 master) 2:55
24 King Of The Whole Wide World (remake) (takes 1-3) 4:28
25 King Of The Whole Wide World (remake) (take 4/unedited master) 3:05

 


NOSSO ALERTA PARA NÃO COMPARTILHAREM NOTICIAS FALSAS SOBRE ELVIS - artigo: Marcelo Neves - Março 2020

Nesse vídeo colocamos nosso alerta sobre várias "fake news" que portais e canais no youtube estão soltando sobre Elvis. Entenda como podemos combater isso!

 

 


A BUSCA POR UMA NOVA GERAÇÃO DE FÃS DE ELVIS" - artigo: Marcelo Neves - fonte: Rolling Stone / agradecimentos a Chirleni Soares - março de 2020

 

 

O site da revista Rolling Stone nos Estados Unidos soltou uma matéria no dia 3 de março de 2020 muito interessante, podemos dizer que até reveladora! Como sabemos a EPE dos velhos tempos não costumava falar abertamente de seus planejamentos, mas desde que a EPE vendeu 85% dos direitos de Elvis as coisas estão mudando. Hoje a ABG (Authentic Brands Group) é responsável pelos 85% da EPE cuja responsabilidade é fazer o marketing e cuidar do licenciamento da marca Elvis. O CEO da ABG Jamie Salter disse neste artigo da Rolling Stone que no ano que vem (2021) será PROVAVELMENTE O MAIOR ANO NA HISTÓRIA DE ELVIS PRESLEY. Tal afirmação vem devido a uma grande necessidade, a de buscar uma nova legião de fãs. É obvio que sabemos de todas as qualidades do legado de Elvis e o quanto impactou nossa cultura, porém até isso ser assimilado por uma nova geração depende de muitos fatores. Em janeiro o Elvis Triunfal fez uma pesquisa com 709 fãs para descobrir sua faixa etária. O resultado apontou algo parecido com os dados da ABG. Segundo a ABG cerca 1,6% dos fãs estavam na faixa de até 17 anos de idade. Na nossa pesquisa realizada em janeiro tivemos o índice de 1,27% de fãs entre 10 a 19 anos. Outra informação relevante da ABG foi dizer que a maior base de fãs tem mais de 35 anos, o que realmente também apareceu em nossa pesquisa. Uma grande surpresa nessa matéria é que o Brasil constava num documentos da ABG como segundo maior mercado depois dos Estados Unidos. Ao mesmo é curioso que justamente o Brasil é um dos países que não terá a exibição de "That's The Way It Is" nos cinemas. (Entendemos que este projeto da exibição faz parte de uma outra empresa, mas como tem a participação da ABG bem que poderíamos estar nesse roteiro). Nesta matéria da Rolling Stone há também um depoimento de John Jackson (vice presidente da Sony Music) que acha mais viável não dar ênfase na idade de Elvis em projetos comemorativos ( Elvis estaria com 85 anos em 2020). John até comenta que "...quando chegarmos ao centenário, parecerá velho...". Nota-se que tanto a ABG e a Sony querem conquistar um novo público pois sabem que a legião de fãs veteranos estão chegando numa idade avançada. Sobre este tema o CEO da ABG Jamie Salter disse o seguinte: "...as marcas morrem à medida que envelhecem, e a razão pela qual as marcas morrem à medida que envelhecem é porque a geração mais velha desaparece. Se você não empurrar essas marcas para a geração mais jovem o tempo todo, acabará envelhecendo. E foi isso que aconteceu com Elvis." Essa fala de Jamie Salter pode parecer chocante para nós que vivemos Elvis todos os dias, mas com números não podemos brigar, atualmente temos que reconhecer que a renovação de fãs está muito pequena. Por isso novamente vem a importância da cinebiografia em 2021 que com certeza vai trazer Elvis ao foco novamente. Obviamente Elvis sempre estará no foco dos fãs, mas temos que pensar num novo público que desconhece a profundidade de seu legado. Se isso não estiver claro, basta ver a pesquisa publicada pelo The Guardian que apontou que 30% dos jovens no Reino Unido (18 a 24 anos) nunca escutaram um música sequer de Elvis! John Jackson (Sony) ressaltou a importância de se vender a beleza do "Elvis jovem", mas nesse ponto discordo por vários motivos. A crescente onda de jovens fazendo "reacts" no Youtube são justamente de Elvis na década de 70, até mesmo Elvis em 1977 (tão ignorado por Graceland) é enaltecido pelos jovens. A idéia de dar ênfase ao "jovem Elvis" já é cultura em Graceland e isso não se mostrou eficaz em aumentar o público jovem. Nota-se também que a maioria esmagadora dos produtos oficiais de Graceland são voltados apenas para a imagem de Elvis (canecas, chaveiros, camisas, ursos etc..) e os produtos que mostram seu legado musical (livros, álbuns, vídeos) é uma minoria. Particularmente acho que o caminho principal deveria ser sua música, pois ela é capaz de ultrapassar qualquer barreira de nacionalidade, cultura ou idade. Um exemplo que atingiu em cheio os jovens em 2002 foi o remix de "A Little Less Conversation" e nisso a Sony acredita ser um bom caminho. Elvis tem um legado incrível e que se mostrado com sabedoria poderá conquistar ainda muitas gerações, nunca duvide disso!


"PARTE 13 - DISCOGRAFIA DE ELVIS EM VINIL" - artigo: Marcelo Neves - fevereiro de 2020

 


 

"ELVIS THAT'S THE WAY IT IS" SERÁ EXIBIDO EM 14 PAÍSES EM 2020 - artigo: Marcelo Neves - fevereiro de 2020
 

 

A empresa Trafalgar Releasing está organizando uma exibição de “ELVIS - THAT’s THE WAY IT IS” nos cinemas em 14 países. A exibição será no dia 22 de abril de 2020, sendo que os paises sortudos são: Reino Unido, República da Irlanda, Alemanha, Áustria, Suíça, Suécia, Dinamarca, Finlândia, Noruega, Estônia, Letônia, Lituânia, Austrália e Nova Zelândia. Essa notícia foi dada por Marc Allenby, CEO da Trafalgar Releasing. O filme será para celebrar os 50 anos deste documentário lançado pela MGM em 1970. Elvis estava simplesmente num dos momentos mais eletrizantes de sua carreira, com certeza essa exibição será um sucesso de bilheteria, é o que esperamos. Infelizmente o Brasil não está incluído nesta lista de países! Envie e-mails para a Trafalgar sugerindo incluir o Brasil: sales@trafalgar-releasing.com


REPORTAGEM DE 1976 COM FÃS EM MOBILE - artigo: Marcelo Neves - fev/2020
 


SITE "AVENTURAS NA HISTÓRIA" DO PORTAL UOL SOLTA MAIS UMA MENTIRA SOBRE ELVIS - artigo: Marcelo Neves -  - fev/2020

Há muito tempo venho alertando os fãs sobre o site "Aventuras na História" do Portal UOL, que vem sistematicamente fazendo matérias sensacionalistas sobre Elvis (já que isso atrai mais a atenção das pessoas). Quase toda semana algo novo é publicado sobre Elvis e sempre em torno de polêmicas: Já questionaram se Elvis era um pedófilo ou se roubou a música dos negros. Mas não contentes, agora partiram para a fantasia absoluta! Pegaram uma foto de Larry Kolb de 1984 e disseram num artigo que se tratava de uma "rara foto de Elvis apagado" (sugerindo ser do momento de sua morte). A foto de Larry Kolb foi usada por adeptos das teorias da conspiração, dizendo ser Elvis ao lado de Muhammad Ali e Jesse Jackson. Tempos depois o próprio Larry Kolb foi na TV dizer que isso não era verdade, pois era ele naquela foto. Isso mostra que não há pesquisa séria nesse site que está no portal UOL. Não compartilhem e muito menos acreditem nas matérias ali publicadas sobre Elvis.

 

 


 

"MYSTERY TRAIN / TIGER MAN" -  NEW EDITION - artigo: Marcelo Neves


Continuando as comemorações dos 50 anos de "That's The Way It Is", fizemos uma edição da entrada do filme "That's The Way It Is - Special Edition" de 2001. Retiramos os caracteres e mesclamos com outras imagens da primeira edição de 1970.
 

 

 


RUFUS SEWELL SERÁ "VERNON PRESLEY" EM CINEBIOGRAFIA DE ELVIS - artigo: Marcelo Neves - Fontes: Variety / agradecimentos: Chirleni Soares.

O ator Rufus Sewell foi o escolhido para viver o papel de "Vernon Presley" na cinebiografia sobre Elvis que será lançada em 2021. A informação foi divulgada pela Variety. Rufus Sewell que nasceu na Inglaterra em 1967 tem uma longa experiência no Teatro, TV e Cinema. Recentemente participou do filme "Judy" (Cinebiografia de Judy Garland) vivendo o papel de Sid Luft (Terceiro marido de Judy). Vernon Presley o pai de Elvis, nasceu em 1916 no Mississippi e era 4 anos mais jovem que sua esposa Gladys Presley. Após a morte de Gladys, Vernon se casou novamente em 1960 com Dee Stanley e o divórcio veio em 1974. Vernon faleceu em 1979 aos 63 anos com problemas cardíacos.

 

 


MAGGIE GYLLENHAAL FARÁ O PAPEL DE GLADYS EM CINEBIOGRAFIA
artigo: Marcelo Neves - fevereiro de 2020 - fontes: Ricky Colavitto / Variety
 

 

A Variety divulgou que o diretor Baz Luhrmann escolheu Maggie Gyllenhaal pra viver o papel de Gladys Presley. A atriz participou recentemente da temporada de "The Deuce" na HBO e já foi indicada ao Globo de Ouro em 2018. A mãe de Elvis que nasceu em 25 de abril de 1912 e faleceu aos 46 anos no dia 14 de agosto de 1958. Para muitos biógrafos, a morte de Gladys foi um divisor de águas na vida de Elvis. A cinebiografia de Elvis tem previsão de ser lançada no segundo semestre de 2021. Acompanhe as novidades dessa produção em nosso site elvistriunfa.com

 


PARTE 12 - SÉRIE SOBRE A DISCOGRAFIA DE ELVIS EM VINIL
artigo: Marcelo Neves - fevereiro de 2020
 

 


 

TOM HANKS CHEGOU NA AUSTRALIA, LOCAL DAS GRAVAÇÕES DA CINEBIOGRAFIA DE ELVIS - Artigo: Marcelo Neves – Fontes: Rick Colavitto / Chirleni Soares/ Daily Mail
 

 

O Daliy Mail anunciou que Tom Hanks já está na Australia, onde será filmada a cinebiografia de Elvis. O filme está programado para ser lançado em 2021 e é aguardado com muita expectativa, principalmente pelos fãs de Elvis. Tom Hanks vai fazer o papel do Coronel Parker, o empresário de Elvis. Ao que tudo indica, o filme vai se centrar nos anos 50 e 60, principalmente na relação entre Elvis e Coronel Tom Parker. Segundo o Daily Mail, Loanne Parker que foi a última esposa do Coronel disse que aprova a escolha de Tom Hanks para viver o papel de Tom Parker. Loanne conheceu Parker em 1969, mas só veio a se casar com ele em 1990. Ela acabou trabalhando como secretária da RCA nas turnês de Elvis até 1977. Sobre o filme que será lançado sua opinião é a seguinte: “...toda história tem um herói e um vilão, e as histórias passadas que fizeram de Elvis um herói e que deixa apenas o coronel como vilão, e os dois eram heróis por si só. Gostaria de ver isso esclarecido...” Realmente a imagem do Coronel Parker na maioria das vezes foi demonizada na mídia, o que fez Loanne contar fatos que eram pouco conhecidos. Em uma de suas raras entrevistas comentou que Parker tinha o hábito de ajudar com milhares de dólares algumas entidades beneficentes e que era muito perfeccionista. Segundo ela, Parker pensava o tempo inteiro em Elvis principalmente em busca de meios para divulgá-lo. Particularmente já expressei minha opinião sobre Coronel Parker em outras ocasiões. Na minha visão há dois lados nessa história, Parker acertou em alguns momentos e errou em outros também. A “demonização total” de seu papel na carreira de Elvis a meu ver seria um erro, não acredito que isso ocorrerá nesta produção. Ele foi importante no início da carreira de Elvis, o levou a uma grande gravadora, cuidou da carreira de Elvis quando este estava no exército, o levou ao cinema e organizou alguns shows que se tornaram históricos. Mas ao mesmo tempo Parker não se atualizou ao decorrer dos anos. Assinou longos contratos cinematográficos sem saber com antecedência a qualidade das produções. Afastar Elvis por tantos anos dos palcos também foi uma estratégia que gerou duas situações: Ao mesmo tempo em que ele se tornava popular devido aos filmes o afastava das novas gerações que não o viam ao vivo. Essa formula começou a se desgastar no final da década de 60. O alerta do Coronel foi a baixa venda de discos e a diminuição de bilheteria de alguns filmes. Não levar Elvis a uma grande turnê mundial também foi um dos grandes erros do Coronel, Elvis se mostrava muito motivado frente a novos desafios o que era bem diferente ao extenso contrato com o Hilton Hotel de Las Vegas. Além desses fatos que são conhecidos do grande público, o Coronel se mostrava extremamente insensível em certos momentos críticos da vida de Elvis. Por ser uma parceria que envolveu tantas nuances, o diretor Baz Luhrmann da cinebiografia de Elvis nem precisa “inventar fatos” (comum em cinebiografias), basta pegar o que realmente aconteceu. Como Tom Hanks está envolvido nesta cinebiografia e o tema promete render, acho que essa produção pode ser um grande sucesso! Cruzem os dedos!

 


COMUNICADO ELVIS TRIUNFAL
artigo: Marcelo Neves - Janeiro de 2020

 

Olá meus amigos do Elvis Triunfal. Gostaria de fazer um comunicado sobre os eventos no Elvis Triunfal. O Elvis Triunfal surgiu em 2002 por meio de um portal de internet e que apenas a partir de 2007 começou a fazer eventos beneficentes. Tínhamos o hábito de realizar duas reuniões por ano (janeiro / agosto). Nos últimos tempos começamos a fazer apenas uma reunião em agosto. Porém neste ano de 2020 não iremos organizar nossa tradicional reunião de agosto, quero aqui explicar os motivos para que não ocorram distorções sobre o fato. Não é segredo de ninguém que minha esposa Vivian passa por um longo tratamento de câncer sendo acompanhada pelo IBCC (Instituto Brasileiro de Controle do Câncer). Ela teve em 2001 um câncer chamado Dermatofibrosarcoma Protuberans que foi tratado com cirurgia e radioterapia. O excesso de radioterapia gerou um segundo câncer em 2006 chamado Carcinoma Papilífero. Ela passou por cirurgia e novo tratamento. Em 2016 este mesmo câncer voltou o que gerou nova cirurgia e tratamento. Como se trata de um câncer de progressão lenta, o tratamento é longo e complicado. Mesmo assim conseguimos realizar até o momento 22 eventos beneficentes no fã clube. Também não é segredo de ninguém que temos dois filhos especiais que estão dentro do Espectro Autista. Nossos dois filhos atualmente passam por terapia especializada o que demanda muito da nossa atenção. Essa atenção se tornou ainda mais necessária de um ano pra cá devido algumas dificuldades que já eram esperadas nesse quadro de Autismo. Mediante a tudo isso, não estamos no momento em condições emocionais e de tempo para elaborar e executar um evento. O fã clube vai continuar com suas atividades no Site, Facebook, Whatsapp e no Youtube, pois são atividades mais flexíveis que podem se ajustar ao nosso pouco tempo. Assim que tivermos em condições iremos retornar com os eventos! Muito obrigado a todos que acompanham o Elvis Triunfal e a todos que nos ajudam a manter essa chama acesa! O Elvis Triunfal é um projeto que nasceu há 18 anos e não tem data para acabar, contamos com sua compreensão!

 


A COMUNIDADE ELVIS ESTÁ SE RENOVANDO?
Artigo: Marcelo Neves - janeiro de 2020

 



Há muitos anos um assunto é recorrente entre meus amigos fãs de Elvis, a clássica dúvida se a “comunidade Elvis” estaria se renovando ou não. Este foi o motivo que postei uma pesquisa em nosso grupo no Facebook com 5437 membros (na época). O resultado dessa pesquisa não indica uma “verdade absoluta”, pois foi aplicada somente no grupo “Elvis Triunfal” e não no “universo Elvis” em todo o planeta. De qualquer forma podemos levantar algumas hipóteses desse cenário. O resultado da pesquisa confirmou a minha percepção e de muitos amigos, um ótimo tema para refletirmos o atual cenário que vivemos. A pesquisa foi dividida por faixa etária que contemplava um período de 10 anos cada. Dos 5437 membros no grupo, 709 responderam a pesquisa até o dia 31 de dezembro de 2019. O resultado foi o seguinte: O percentual maior de fãs (42,60%) está entre 50 a 59 anos (nascidos entre 1960 a 1969). É um grupo que nasceu no período em que Elvis estava mais dedicado ao cinema e que voltaria aos shows no final da década. Acompanhou também os fatos ocorridos na década de 70. A segunda faixa etária mais presente de fãs (29,9%) está entre 40 a 49 anos (nascidos entre 1970 a 1979). Neste caso apenas uma parte desse grupo ainda se lembra do período em que Elvis morreu e toda aquela repercussão. Foi a última geração que acompanhou os fatos de Elvis ainda vivo. Com a morte de Elvis houve uma grande exposição na mídia, venda de discos, exibição de filmes na TV o que acabou gerando interesse de muitas crianças na época. O grupo etário a seguir com 12,69% é de 30 a 39 anos de idade (nascidos entre 1980 a 1989), uma geração do pós- Elvis que por diversos motivos teve contato com sua obra e se tornaram fãs! É um grupo que ainda pegou a transição do LP para o CD e acompanhou na infância diversas exibições de Elvis na TV. Essa geração também nasceu numa década em que o VHS se tornou popular no Brasil. Depois com (5,36%) vem o grupo de 60 a 69 anos (nascidos entre 1950 e 1959). Foi uma geração que conseguiu na adolescência assistir diversos filmes de Elvis no Cinema e acompanhar o lançamento de grande parte de seus álbuns. Depois desse grupo vem a faixa etária de 20 a 29 anos (4,65%) que são os nascidos entre 1990 a 1999. É uma geração que acompanhou o nascimento da internet, a proliferação da música digital e se tornaram fãs por contato da família ou pela TV (claro que há outros motivos, mas a grande maioria costuma verbalizar dessa forma. Após esse grupo temos os fãs de 70 a 79 anos (nascidos entre 1940 a 1949). Eles são apenas 3,53% da pesquisa, mas estão entre os mais privilegiados, pois acompanharam boa parte da carreira de Elvis! Não temos relato em nosso grupo, de fãs acima de 80 anos, o que seria a geração contemporânea de Elvis. E por último vem a geração de 10 a 19 anos (nascidos entre 2000 a 2009) com apenas 1,27% na pesquisa. Essa foi a geração que descobriu Elvis de diversas formas: parentes, música digital, CD, TV ou pela internet. É a geração que nasceu com as redes sociais, o streaming e o celular como principal aparelho de comunicação. Mediante a estes dados podemos levantar algumas hipóteses (o que não significa a verdade absoluta). 81,39% dos fãs presentes nessa pesquisa são do período em que Elvis estava na ativa e 18,61% surgiram após sua morte em 1977. Usando o critério da tendência internacional, é considerado “jovem” os que estão entre 15 a 29 anos de idade. Nesta pesquisa poderíamos considerar que cerca de 5,92% dos fãs estão na categoria “jovem”. Podemos dizer que existe o surgimento de novos fãs? Sim, porém esse surgimento é pequeno em comparação ao universo de fãs. Ao meu ver essa baixa renovação de fãs está vinculada a um conjunto de causas. Por mais que Elvis tenha um legado artístico enorme, já são 42 anos desde que encerrou sua carreira ao falecer em 1977 e isso obviamente tem um peso. A forma de se consumir e escutar música mudou ao longo dos 42 anos e os detentores da marca Elvis devem estar atentos a isso. Elvis enquanto “produto” é totalmente “vendável”, pois apresenta um legado musical incrível e uma história de conquistas que impressionam até hoje. O “x” da questão é como chegar até essa nova geração! A internet e o Cinema parecem ser o caminho a seguir pois são dois meios que o jovem se identifica. Há desafios nesse caminho, mas há também sinais que Elvis está renascendo entre os jovens e a perspectiva é boa devido a cinebiografia que será lançada em 2021. Resolvi fazer essa pesquisa em 2019 exatamente para compararmos os resultados depois da exibição do filme em 2021. Se os resultados forem bons como ocorreram nas cinebiografias de “The Doors”, “Johnny Cash”, “Elton John” e “Queen”, Elvis poderá alavancar uma nova legião de fãs. Gostaria de compartilhar com vocês algumas discussões sobre essa mudança na forma de produzir e receber informação que são importantes para encontrarmos caminhos de divulgação. De duas décadas pra cá, o número de “informação” que é despejada na mente das pessoas é muito superior do que recebia o cidadão no século XX. Somos bombardeados todos os dias de informação vindo do Facebook, Instagram, Twitter, Whatsapp, Web Sites, etc. Hoje se tem a ideia que as pessoas são mais “atualizadas” por terem mais “informação” (em comparação ao século passado), porém há um fato curioso nessa teoria. Ao mesmo tempo em que elas são bombardeadas de informação, não há tempo suficiente para se aprofundar em cada uma delas, pois todas as plataformas digitais são feitas para gerarem “visualizações”, não necessariamente fazer você ficar parado num só conteúdo e se aprofundar . Visualização é lucro para as plataformas e esse é o foco delas. Hoje as pessoas recebem fragmentos de vários assuntos e muitos destes fragmentos carecem de fontes confiáveis. Qualquer um pode gerar conteúdo na internet e que vai circular rapidamente pelo mundo todo. Mudou-se a forma de se curtir música em relação ao século passado, não existe mais a cultura de se “escutar o álbum” e sim escutar o single do momento. Muitos artistas optaram em lançar singles ao invés de gravar várias canções para montar um álbum! Tudo hoje é acelerado e grande parte das pessoas perdeu aquela característica de “degustar” a informação ou degustar o “novo álbum”. Tudo tem que ser passado de forma rápida, pois a fila anda e tem mais informações chegando. Não é raro ver comentários de jovens dizendo que não irão ver um vídeo de 15 minutos por considerá-lo “longo demais”. Hoje a pratica de colecionar se transformou num pequeno nicho de fãs, o material físico como CD’s, LP’s, Livros está cada vez mais escasso e geralmente são itens importados. Mas a modernidade digital também trás esperança! Nota-se um crescente aumento de jovens youtubers fazendo “react “das canções de Elvis, um gesto espontâneo que não teve qualquer participação da EPE. Essa tendência começou nos Estados Unidos e agora está se espalhando pelo mundo! Acompanho de perto essa movimentação e estou bastante otimista! Não é raro ver jovens comentando neste vídeos que só conhecem uma ou duas músicas de Elvis, mas que ao avaliar Elvis ficam espantados com o talento do cantor. Muitos começaram a fazer uma serie de vídeos devido a alta visualização e a reação dos inscritos. Quero aqui destacar a youtuber Sushi, uma americana que avaliou a canção “Suspicious Minds” e que já teve 204.000 visualizações. Sushi é uma jovem na faixa dos vinte anos que só conhecia “Hound Dog” e disse que não imaginava o quanto Elvis era “legal”! Pode parecer estranho para nós que escutamos Elvis todos os dias, mas há sim muita gente que pouco conhece Elvis! Para gostar de Elvis é simples, basta mostrar o que ele fez de melhor que as chances são grandes! Elvis terá uma grande oportunidade em 2021 com sua cinebiografia no Cinema. Esta produção poderá despertar mais o interesse da juventude o que não é nada ruim. Os fãs veteranos terão um papel importante, pois mostrarão a essa nova geração o caminho das pedras, material raro e a importância de Elvis numa época em que estes jovens nem eram nascidos! Há uma grande parcela de fãs que se tornaram fãs por influência dos veteranos (sou um desses casos rsrs). Essa discussão não se trata de “substituir os fãs veteranos”, mas perpetuar Elvis ao longo das futuras gerações. Conclui também com essa pesquisa a grande fidelidade de seus fãs, que independente da idade sentem muito orgulho de serem fãs! Todo fã de Elvis em pequena ou larga escala sempre que pode faz algo pra divulgar seu ídolo! Ver um jovem “descobrindo” Elvis pela primeira vez é algo que me fascina, pois me recordo o quando isso mudou a minha vida! Este artigo não traz respostas concretas, mas é um bom tema para buscarmos soluções...

 


 

 

ELVIS 85 ANOS - artigo: Marcelo Neves - 8 de janeiro de 2020

Há 85 anos no dia 8 de janeiro de 1935 nascia Elvis Presley. O menino que nasceu pobre e que anos mais tarde se tornaria num dos maiores ícones da cultura pop, ainda desperta discussões e paixões ao redor do mundo. Desde que explodiu mundialmente em 1956 Elvis não teve trégua, seja do seu trabalho como artista ou do foco da mídia que não largava do seu pé. Mesmo depois de sua passagem física em 1977 o mundo não se acostumou viver sem Elvis, seja pelas polêmicas em torno do seu nome ou pelo incrível legado que deixou.  Acho que o principal fator que torna Elvis famoso é o conjunto de suas qualidades, muito maior que qualquer defeito que teve como ser humano. De tempos em tempos tentam minimizar sua importância dizendo que se apropriou da música de outros e que teria feito sucesso apenas por ter sido um homem "bonito"! Como todos sabem, o foco de Elvis era a "Interpretação" e nesse quesito Elvis era um mestre no palco. Seu brilho no palco era tão intenso que dispensava qualquer tecnologia para atrair a atenção do público. Bastava caminhar pelo palco ou fazer qualquer gesto que todas as atenções estavam nele. Elvis era natural e imprevisível no palco, sua sinceridade como artista o aproximava das pessoas. Era um gigante como artista e incrivelmente tratava todos de maneira igual. Quando observo o que Elvis fez em seus apenas 42 anos, vejo o quanto estava a frente de seu tempo. Quando estava no palco independente do início ou fim da carreira, nota-se um homem sincero ao expor sua arte, um homem que queria trocar emoções com seus fãs, algo que fez até o fim de sua vida. Elvis venceu o "impiedoso" tempo, seus críticos e a todos que duvidavam que seria lembrado no futuro. Mesmo aqueles que não o virão ao vivo ou que não eram do seu tempo, sentem essa "força" tão difícil de se explicar racionalmente! Pode soar como ingenuidade para alguns, mas acho que mediante a tudo que Elvis ainda nos proporciona, temos muito a agradecê-lo! Por isso meu amigo fã de Elvis, comemore os 85 anos do "Universo Elvis"!