Voltar Novidades Fã Clube Shows Covers Coberturas Membros Fanzines Cronologia

NOVIDADES SOBRE ELVIS PRESLEY - 2023


SÉRIE PRIMEIRA EDIÇÃO: ELVIS FOR EVERYONE

 

 


A DESPEDIDA DE LISA MARIE PRESLEY - - Artigo: Marcelo Neves

 


CERIMÔNIA EM MEMÓRIA DE LISA MARIE PRESLEY SERÁ TRANSMITIDA ON-LINE NO DIA 22 DE JANEIRO - - Artigo: Marcelo Neves - Fonte: Graceland /  Gilvânia Ferreira / Chirleni Soares

 

 

 

No dia 22 de janeiro ocorrerá em Graceland uma cerimônia em memória de Lisa Marie Presley. O site oficial de Graceland vai transmitir a cerimônia às 9:00 (horário EUA). Segundo o aplicativo de transmissão de Lives de Graceland, a exibição estará disponível às 11h50 (horário de Brasília). Gilvania Ferreira (Viva Elvis Brasil) me avisou que a atual formação do  "The Blackwood Brothers Quartet" estará cantando nessa cerimônia. O túmulo de Lisa Marie foi fixado ao lado de seu filho Benjamin que faleceu em 2020. Muitas flores e tributos já estão sendo posicionados em Graceland. Conseguimos fazer as pressas um pequeno banner ressaltando que o Brasil nunca se esquecerá de Lisa. Nossa representante Marta Mendes estará na cerimônia levando esse singelo tributo. O endereço da transmissão será no seguinte link: https://livestream.com/elvispresleygraceland/lmp

 

Segue abaixo o comunicado oficial de Graceland:

 

"Uma celebração da vida de Lisa Marie Presley será realizada no domingo, 22 de janeiro, às 9:00 am (11:50 horário de Brasília, segundo o aplicado de Lives de Graceland) no gramado frontal de Graceland. Além de familiares e amigos, o público em geral está convidado a participar. Após o serviço, haverá uma procissão para ver o local de descanso final de Lisa no Meditation Garden. Se você não puder comparecer ao serviço em Memphis, a cerimônia estará disponível para assistir online na página de transmissão ao vivo de Graceland. SERVIÇO DE INFORMAÇÃO: O serviço memorial de Lisa Marie acontecerá no gramado da frente de Graceland. Os fãs se reunirão no gramado norte da Mansão Graceland, adjacente à área de assentos no gramado central que será reservado para a família e amigos de Lisa Marie. O acesso ao gramado norte será apenas para pessoas em pé, por ordem de chegada, conforme o espaço permitir."


NOSSO VÍDEO EM TRIBUTO A LISA MARIE PRESLEY

 


LISA MARIE PRESLEY FALECE AOS 54 ANOS - Artigo: Marcelo Neves

 


Infelizmente, depois de uma parada cardíaca, um processo de reanimação e uma internação, Lisa Marie Presley faleceu aos 54 anos de idade no dia 12 de janeiro de 2023. Sua vida foi intensa em vários aspectos. Passou sua infância sendo filha do maior astro do planeta, era literalmente a "princesinha" de um "Rei". Ela estava em Graceland no dia 16 de agosto de 1977 quando Elvis morreu e ali viu parte do seu mundo desmoronar! Se por um lado era uma dádiva ser filha de quem era, o mundo a cobrou impiedosamente para ser um "Elvis de saias". Lisa não entrou nessa "cobrança" e se lançou na carreira quando achou o seu próprio tempo! Em 1997 pegou todos de surpresa ao cantar em dueto com seu pai Elvis por meio da tecnologia! Em 2003 lançou seu primeiro álbum chamado: "To Whom it May Concern" na qual recebeu muitos elogios. Em 2005 lançou "Now What" e em 2012 seu último álbum chamado "Storm & Grace". Em 1988 se casou com Danny Keough tendo dois filhos: Riley Keough e Benjamim Storm. Após o divórcio em 1994, se casou com o "Rei do Pop" Michael Jackson, o casamento mais comentado daquele ano! Depois do divórcio com Michael, Lisa se casou com Nicolas Cage em 2002, mas o casamento só duraria três meses! Em 2006 ela se casaria com o guitarrista da própria banda, chamado Michael Lockwood, casamento que renderia as gêmeas Finley e Harper. Em 2020 seu filho Benjamin comete suicídio, o que despedaça o coração de Lisa. Nos últimos anos Lisa falou abertamente de sua dependência de analgésicos e opioides com o objetivo de alertar outras pessoas, passou por problemas financeiros e familiares, porém estava retornando as atividades sociais nos últimos anos. Ela chegou a participar do cerimônia de aniversário de Elvis no dia 8 de janeiro de 2023 e também da entrega do Globo de Ouro a Austin Butler no dia 10 de janeiro. No dia 12 teve uma parada cardíaca, chegou a ser internada mas não resistiu. O Fã Clube Elvis Triunfal envia nossas condolências a família Presley e a todos os fãs de Lisa Marie Presley. Em breve iremos abordar a passagem de Lisa com mais calma e dados atualizados.


LISA MARIE PRESLEY TEVE UMA PARADA CARDIACA E ESTÁ INTERNADA - Artigo: Marcelo Neves – fonte: Ivone Garijo / janeiro de 2023


Acabei de saber pela minha amiga Ivone que Lisa Marie teve uma parada cardíaca e se encontra internada após reanimação. Segundo os portais ela estava em sua casa na cidade de Calabasas (Estados Unidos). Ela recebeu uma dose de epinefrina (estimulante cardíaco) para ser reanimada. e tem efeito broncodilatador e vasopressor, ou seja, aumenta a passagem de ar pelos brônquios e a pressão arterial. Até o momento não há outras informações do quadro de Lisa Marie. Independente da sua religião, peço a todos que orem pela saúde de Lisa! Assim que tivermos mais informações avisaremos em nossas redes sociais.

 


DISCURSO DE AUSTIN BUTLER NO GLOBO DE OURO

 


REVIEW DO LIVRO "ELVIS ON TOUR 50 ANOS" DE WALDENIR CECON - 11.01.23

 

 


AUSTIN BUTLER VENCE O GLOBO DE OURO COMO MELHOR ATOR E AGRADECE A ELVIS! Artigo: Marcelo Neves - 10 de Janeiro de 2023 - fontes: Chirleni Soares, Ana Gaspar, Cláudia Amício e Elvis Tavares

 

Austin Butler acaba de vencer o Globo de Ouro como MELHOR ATOR por seu papel em "ELVIS" de Baz Luhrmann! Ao subir no palco para receber o prêmio disse "My boy, my boy" numa clara referência a Elvis no Comeback Special de 1968! Agradeceu ao Diretor Baz Luhrmann, agradeceu ao Pai, lembrou da falecida mãe dizendo: "Eu quero agradecer a minha mãe que sei que está sorrindo agora. mamãe eu te amo muito. Obrigado por sacrificar tanto por mim". Lisa Marie Presley e Priscilla Presley estavam na cerimônia de premiação e ganharam um agradecimento de Austin Butler também. Mas claro que não poderia faltar uma mensagem para Elvis, disse Austin: "ELVIS PRESLEY, VOCÊ É UM ÍCONE E UM REBELDE E EU TE AMO MUITO! OBRIGADO! VOCÊ É LEMBRADO E EU NUNCA VOU ESQUECER". Vencer o Globo de Ouro é um ótimo indicativo para o Oscar e Austin Butler tem todas as chances de levar mais esse troféu! Fica aqui nossos parabéns ao Austin Butler por tanta dedicação e entrega para viver o papel de Elvis! A cada vitória de Austin e do filme de Baz Luhrmann, Elvis está sendo enaltecido!

 



REVIEW LIVRO “ELVIS ON TOUR e MADISON SQUARE GARDEN 50 ANOS” - Review: Marcelo Neves - Contato para comprar o livro: 6698423-3074 ou pelo site www.elvispresleybrasil.com
 

 

Este é o review escrito do mais novo livro de Waldenir Cecon: “ELVIS ON TOUR e MADISON SQUARE GARDEN 50 ANOS”, um verdadeiro tributo a estes dois fatos marcantes na carreira de Elvis. Em breve soltarei também em vídeo sobre este livro. Antes de mais nada quero aqui destacar o trabalho que o Waldenir vem fazendo ao longo dos anos! Foram diversos livros com temas variados que envolveram anos de pesquisa. No Brasil raramente temos lançamentos bibliográficos e isso torna o papel do Waldenir de extrema importância, pois a produção, divulgação e entrega de seus livros é feita por ele mesmo. Como todos os fãs sabem, este ano completa-se 50 anos do lançamento do filme “Elvis on tour” e dos lendários shows no Madison Square Garden. No livro de 272 páginas, com diversas ilustrações e um book adicional com fotos coloridas, Waldenir mostra a essência daquele ano mágico de 1972. O que mais gosto nos livros do Waldenir é o resgate histórico de artigos da época e a descrição precisa dos fatos conforme ocorreram. O livro não se atenta somente aos dois fatos em si (Filme / Madison) mas também as turnês que ocorreram em 1972. Ele descreve os shows daquele período trazendo relatos de quem os viu e artigos de jornal como: “Buffalo Evening News”; “Detroit Free Press”; “The Knoxville News-Sentinel”; “Richmond Times-Dispatch”; “The Indianapolis Star”; “The Macon News”; “The Florida Times-Union”; “Arkansas Gazette”; “The San Antonio Light”; “The Albuquerque Tribune”; “Daily News” e “Milwaukee Journal”. O autor não se esquece dos colecionadores e indica os álbuns oficiais e bootlegs dos referidos shows, tudo de uma maneira organizada que vai enchendo os olhos do leitor. Conforme você vai lendo os artigos da época você se dá conta do impacto de Elvis naquele ano! A grande imprensa local em sua maioria só tecia elogios ao Elvis, contrastando com a velha mentira que Elvis estava “decadente” no período. Elvis já estava com seus 37 anos e muito mais experiente de como se posicionar artisticamente. No livro, Waldenir cita que os produtores Bob Abel e Pierre Adidge disseram que queriam mostrar a “origem de tudo aquilo”, eles se referiam ao Rock and Roll e toda aquela cultura que se originou a partir dos anos 50. Revelaram que não gostaram de “That’s The Way It Is” e que preferiam Elvis cantando as músicas da década de 50. Não deixa de ser curioso que Bob Abel e Pierre Adidge não abriram mão do “novo repertório” de Elvis em 1972, apesar da predileção do antigo Rock and Roll. Eles também colheram alguns depoimentos de fãs como em “That’s The Way It Is”, só que ao invés de se focarem muito em ensaios, colocaram Elvis direto no palco (no início do filme). O formato de tela dividida usada em “Elvis on Tour” não era uma novidade, Pierre Adidge (Diretor do Elvis on Tour) já tinha usado o recurso num documentário de Joe Cocker em 1971 chamado “Mad Dogs & Englishmen”. Mas o grande diferencial em “On Tour” foi a atmosfera que os produtores conseguiram passar na grande tela, o que rendeu o Globo de Ouro como melhor documentário! Os Diretores conseguiram uma entrevista com Elvis mas que não foi usada na integra no filme. Recentemente esse bate papo acabou vazando na internet trazendo várias curiosidades. Elvis relembra da sua paixão pela música gospel, de quando ficou em 5º. Lugar num concurso em Tupelo (não em 2º. como muitos livros afirmam), fala abertamente de sua frustração com boa parte dos filmes que fez, uma entrevista realmente fantástica. Mesmo com esse material revelador, os Diretores optaram em não colocar a entrevista na integra, afinal Elvis criticava seus próprios filmes e parte deles foram feitos na MGM. Waldenir Cecon ao abordar os shows no Madison Square Garden, coloca na integra a coletiva que Elvis fez no Hilton de Nova York, uma coletiva realmente histórica e que revelava até planos futuros de Elvis que infelizmente não se concretizaram. Os shows no Madison foram incríveis, é o retrato de Elvis em potência máxima, não somente de Elvis, mas também do grupo, corais e orquestra! O livro de Waldenir Cecon me levou ao início dos anos 80 quando assisti pela TV o filme “Elvis Triunfal” (nome que foi dado ao documentário “Elvis on Tour” no Brasil). Alguns filmes do Elvis ganharam nomes sem muita criatividade por aqui, mas o nome “Elvis Triunfal” sintetizou o que senti ao vê-lo pela primeira vez, um Elvis que vencia a barreira dos anos sendo adorado por várias gerações! Aquilo me marcou por décadas e não poderia ser diferente quando em 2002 tive que escolher um título para meu site sobre Elvis! Se você assim como eu adora Elvis nesta fase, o livro de Waldenir Cecon é essencial pois traz aquela atmosfera de 1972 na medida certa! Para pedir seu livro, entre em contato com o autor no telefone: 66 98423-3074 ou pelo site www.elvispresleybrasil.com